Há alimentos que fazem perder peso?Feijão e soja por exemplo?

Há alimentos que são coadjuvantes nesse processo, mas não são responsáveis sozinhos pela perda de peso.

Feijão e soja são alimentos ricos em nutrientes, pois contêm proteínas vegetais, carboidratos complexos, fibras dietéticas, fitoquímicos (especialmente as isoflavonas derivadas da soja) e minerais essenciais para a saúde. Por outro lado, contêm baixo teor de gordura saturada e sódio, além de não conterem colesterol.

É importante salientar que a inclusão de feijão e soja na dieta é uma excelente estratégia para aumentar o consumo de fibras dietéticas. A presença de fibras é essencial em dietas de emagrecimento, pois atenuam a ingestão alimentar e o ganho de peso corporal.

Sobrepeso e obesidade

 Sobrepeso é quando o peso corporal é maior que o considerado saudável para a  respectiva altura. Se não for cuidado, esse sobrepeso pode se transformar em obesidade. A obesidade hoje atinge índices alarmantes e predispõem o indivíduo a doenças e outros problemas de saúde, tais como hipertensão, dislipidemia, diabetes mellitus tipo 2, doenças coronarianas, acidente vascular cerebral, disfunção da vesícula biliar, osteoartrite, apnéia do sono, problemas respiratórios e alguns tipos de câncer.

As fibras dietéticas solúveis e insolúveis, presentes nestes alimentos, também contribuem para a manutenção do nível glicêmico e para a melhora da sensibilidade à insulina (que a obesidade predispõe). Cabe ressaltar que ambos (feijão e soja) apresentam baixo índice glicêmico, relevante na prevenção e tratamento de diabetes e obesidade.

Além das fibras, o feijão e a soja também são fontes de proteínas, parecendo exercer maior efeito sobre a saciedade do que os carboidratos e gorduras, porém ainda não há comprovação científica. A ingestão de proteína associada ao exercício físico regular pode favorecer a formação de massa muscular, que por sua vez, aumenta o gasto energético, favorecendo o emagrecimento. Estudos experimentais e clínicos têm mostrado os efeitos favoráveis da proteína da soja sobre a prevenção e tratamento da obesidade, já que estes benefícios são pouco conhecidos e seu consumo é baixo pela população brasileira, ao contrário do feijão. No entanto, o consumo excessivo de proteína deve ser evitado, pois pode desencadear doenças renais, especialmente em indivíduos obesos, já propensos a este tipo de problema.

Em particular, o feijão contém uma glicoproteína chamada de faseolamina que inibe a ação da enzima alfa-amilase e conseqüentemente a conversão dos carboidratos em glicose. Este efeito de reduzir a absorção de glicose, diminui a ingestão energética, resultando em menor ganho de massa corporal. Além disso, este efeito auxilia a manutenção dos níveis normais de glicose.

Por outro lado, o concentrado de soja contém alto teor de isoflavonóides, mas a sua concentração no alimento, vai depender da região de cultivo, da forma de armazenamento e processamento industrial.
Assim, o consumo de feijão e soja parece ser favorável na promoção da saúde, redução de peso e prevenção da obesidade, desde que associados a bons hábitos alimentares e exercícios físicos regulares. É importante salientar que estes alimentos devem ser consumidos com moderação dentro de uma dieta balanceada. Sua preparação não deve conter alimentos ricos em gordura saturada, tais como carne seca, paio, linguiças, como é o hábito brasileiro, que aumentam o valor calórico e predispõem à doenças cardiovasculares.

fonte: Nutrit

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: