Exercício pode acelerar a cura de feridas em pessoas com mais de 55 anos

 

Fonte:: Journal of Gerontology: Medical Sciences,

Esse estudo incluiu 28 adultos saudáveis, entre 55 e 77 anos de idade (idade média de 61 anos), com alimentação adequada para suas exigências corporais.

Os participantes não se exercitavam com regularidade nos seis meses anteriores ao estudo.

Para a pesquisa, cerca de metade deles (13) exercitaram-se três vezes na semana durante três meses. Os outros 15 participantes serviram como controle e foram solicitados que não mudassem seus hábitos de atividade física durante o período de estudo.

Em cada paciente, foi feita uma pequena ferida no braço. Adultos no grupo de exercícios começaram a se exercitar um mês antes de ser ferido; isso permitiu que o organismo deles se adaptassem a um programa regular de exercícios.

As feridas tinham cerca de 3 mm de largura e profundidade. Os pesquisadores fotografaram as feridas três vezes na semana, até que não fossem mais visíveis (cerca de 6 a 7 semanas).

A sessão de exercícios começava com um aquecimento de 10 minutos, seguida por 30 min de bicicleta. Depois, os participantes ou faziam jogging ou caminhavam de forma vigorosa numa esteira por 15 minutos, seguido por cerca de 15 min de exercícios de resistência. Todas as sessões terminavam com 5 min de exercícios de relaxamento.

Cada participante foi avaliado por meio de exercícios de resistência e esforço no início e no final do estudo. O teste de resistência, realizado em esteira, mediu a forma física aeróbica de cada participante por meio do oxigênio consumido durante o exercício.

Os pesquisadores também coletaram amostras de saliva de cada participante para medir os níveis de cortisol, principal hormônio de estresse. Altos níveis de cortisol indicam que o corpos está sob estresse; estudos anteriores sugeriram que o exercício está associado com níveis mais baixos de cortisol.

Por último, cada participante completou um questionário chamado “Perceived Stress Scale” para determinar o grau de estresse percebido em suas vidas.

Ao fim do estudo, os pesquisadores constataram que as feridas se cicatrizaram em média 10 dias mais cedo nas pessoas que se exercitaram (29 dias no grupo de exercício versus 39 dias no grupo sedentário).

Os pesquisadores ficaram um tanto surpresos ao descobrirem um aumento acentuado nos níveis de cortisol no grupo de exercício. O hormônio aumenta com o estresse e outros estudos sugeriram que o exercício pode reduzir os níveis de estresse.  Vários fatores podem ter interferido no aumento do cortisol, tais como: o fato de estarem sendo avaliados, a carga de exercícios e o que exatamente e como foi proposto.

O que se conclui é que o exercício é sempre benéfico para a saúde. O que não deve, é ser excessivo e feito sem regularidade.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: