Psoríase e Alimentação

 

A psoríase é caracterizada pelo aparecimento de lesões (manchas) avermelhadas e escamosas na pele, em geral, no couro cabeludo, no joelho e nos cotovelos, e em alguns casos pode se espalhar por toda a pele e causar coceiras e desconforto, no entanto, a psoríase não é contagiosa.

Apresenta prevalência mundial estimada em 2%, variando entre 0,6% e 4,8%, sem predileção por sexo nem por faixa etária, sendo mais comum entre a terceira e a quarta décadas, no sexo feminino e em indivíduos com história familiar.

As causas do aparecimento da psoríase ainda não foram totalmente explicadas, mas se sabe que ela altera o sistema imunológico, o que a torna uma doença auto-imune,  que faz com que as células de defesa do corpo ataquem equivocadamente as células saudáveis. Isso ocorre porque algumas células T (leucócitos), são estimulados em excesso e atuam de forma até dez vezes mais rápida que o normal.

Mas sabe-se também que ela sofre influência ambiental, como fumo, álcool, alimentação, infecção, drogas e eventos estressantes, a exposição ao sol e o tipo de alimentação.

Muitos são os estudos e pesquisas nessa área e esses estudos ainda precisam ser desenvolvidos. Mas a verdade é que em relação a alimentação os resultados foram interessantes.

Conclusões:

A prevalência e a gravidade da psoríase têm se mostrado diminuídas durante períodos de jejum. Dietas hipocalóricas levam à melhora dos sintomas e podem ser importantes fatores adjuvantes na prevenção e no tratamento do tipo não-pustular moderado. As razões ainda não estão bem definidas e dependem de mais estudos, porém algumas hipóteses foram levantadas como a diminuição na ingestão do ácido araquidônico (AA), que resulta na menor produção de eicosanoides inflamatórios  ou também a restrição calórica levando à redução do estresse oxidativo. 

 Segundo os estudos, outros fatores foram apresentados como: a influência benéfica do aumento da ingestão do ômega3, das dietas vegetarianas e da retirada do glúten.

 O glúten é uma proteína que se encontra na semente de muitos cereais combinada com o amido. Representa 80% das proteínas do trigo e é composta de gliadina e glutenina. O glúten é responsável pela elasticidade da massa da farinha, o que permite sua fermentação, assim como a consistência elástica esponjosa dos pães e bolos. Outros cereais como centeio e cevada, também contêm glúten (secalina e hordeína). Então, esses alimentos seriam contra-indicados para os portadores de psoríase. Embora ainda haja necessidade  de ampliar as pesquisas que comprovem cientificamente essa afirmação, foi observada a melhora das lesões nos grupos que tiveram restrição de gluten.

Outra observação importante é em relação ao àlcool. A ingestão de álcool, agrava a psoríase e não deve ser consumido.

O selênio também apresenta propriedades imunomodulatórias e antiproliferativas. A literatura indica que pacientes com desordens inflamatórias de pele, melanoma maligno e linfoma cutâneo de células T apresentam baixas concentrações de selênio. Seu baixo nível pode ser fator de risco para o desenvolvimento da psoríase, embora poucos tenham sido os trabalhos publicados. Níveis diminuídos de selênio relacionam-se com a gravidade da doença e podem ocorrer devido à baixa ingestão alimentar, mas também a alta descamação da pele.

 Temos evoluído nas pesquisas e a nutrigenômica tem ajudado bastante em muitas áreas. Como essa é uma doença que evidencia exteriormente seus sintomas, uma dieta pobre ou sem gluten, rica em selênio, ômega -3 e vitamina D (para maior absorção do cálcio) e isenta de álcool pode apresentar bons resultados. Procure um nutricionista para uma orientação mais completa e segura.

 Fonte: Anais Brasileiros de Dermatologia  Print version ISSN0365-0596

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: