Hipoglicemia

 

Muitas vezes apresentamos alguns sintomas que aparecem de repente e que nos fazem ter sensação de muito mal estar. Alguns chegam a desmaiar. Pode ser hipoglicemia. 

O termo hipoglicemia é uma combinação de três palavras gregas: Hipo = baixo, glykys = doce, e haima = sangue. Qualquer um pode ficar hipoglicêmico às vezes, mas, para as pessoas com diabetes, controlar a ameaça de uma queda brusca dos níveis de açúcar no sangue é parte da rotina diária. 

E suas razões nós vamos esmiuçar a seguir.

Que é hipoglicemia?

A hipoglicemia acontece quando os níveis de glicose no sangue estão baixos demais.  Não é uma doença, mas é uma reação que pode ocorrer como consequência de alguma enfermidade ou pelo uso de alguns medicamentos, ou ainda por falta de alimento que não fornece a energia necessária fazendo com que os níveis de glicose no sangue baixem drasticamente.

Quando ela ocorre?

Ela ocorre quando não há níveis de glicose no sangue suficientes a ponto de fornecer energia ao organismo e principalmente às células cerebrais. As demais células do corpo conseguem obter energia através da quebra de gorduras e proteínas armazenadas, mas os neurônios são nutridos basicamente por glicose. Por isso, a hipoglicemia é um sinal de que as células nervosas podem estar em sofrimento.

Quais as causas da hipoglicemia?

  • Jejum prolongado, ingestão insuficiente de carboidratos para a atividade exercida, pular refeições, etc.
  • Esforço físico excessivo (os músculos consomem a glicose circulante)
  • Uso de alguns medicamentos como insulina e hipoglicemiantes orais sendo estes a maior causa de hipoglicemia. Mas ela pode ocorrer com a ingestão de aspirina, anti-inflamatórios, beta-bloqueadores (por exemplo , o Propranolol), drogas a base de sulfa (para tratamento de infecções), pentamidina (para casos sérios de pneumonia) e quinino (para malária).
  • Consumo exagerado de bebidas alcoólicas.
  • Hipoglicemia reativa (ocorre 1 a 3 horas após as refeições, por rápida absorção dos carboidratos).
  • Tumores produtores de insulina (muito raros, mas precisam ser pesquisados em alguns casos).
  • Cirurgia para redução ou retirada do estômago, geralmente realizadas para auxiliar na perda de peso corporal ou devido a tumores localizados no estômago.

 Quais são os sintomas da hipoglicemia?

  • Tontura.
  • Palidez.
  • Suor frio e excessivo.
  • Fraqueza.
  • Sensação de desmaio ou de “morte iminente”.
  • Dor de cabeça.
  • Tremores.  
  • Alterações do estado de consciência
  • Convulsões se não houver ingestão imediata de fontes de carboidrato de rápida absorção podendo levar ao coma

O que fazer para evitar a hipoglicemia?

A primeira atitude é procurar um médico para se conhecer a causas. Muitas vezes, uma alteração na alimentação, realizada por um profissional, já é suficiente para resolver o problema.

Estabelecidas as causas, então tratar e adotar algumas atitudes importantes como:

 • Evitar períodos prolongados em jejum, fazendo intervalos regulares entre as refeições (comer de 3 em 3 horas), mantendo o hábito de 5 a 6 refeições ao dia. Isso não engorda, ao contrário acelera o metabolismo.  

• Não abusar da ingestão de bebidas alcoólicas.

• Antes de realizar qualquer atividade física, alimente-se. Sem exageros para não causar desconfortos desnecessários, mas nunca faça exercícios físicos com o estômago vazio. E evite práticas extenuantes. Elas também liberam muitos radicais livres.

• Após as atividades físicas, reponha as perdas, comendo por exemplo uma fruta.

• No caso de hipoglicemia reativa, evite a ingestão de carboidratos simples (açúcar branco, farinha branca, doces), dando preferência para os carboidratos complexos (arroz integral, farinha integral). É sempre importante a orientação de uma nutricionista.

O que fazer durante uma crise de hipoglicemia?

Tomar sucos de frutas, 1 colher de mel, comer 1 pedaço de chocolate, balas ou 2 colheres de açúcar diluídas em meio copo d’água (em ultimo caso, na ausência de algum alimento fonte de carboidrato) pode ajudar na recuperação. Isto é usado para uma recuperação mais rápida durante uma crise. Mas se você é diabético, não mantenha níveis altos de glicemia para evitar as crises de hipoglicemia. As complicações em longo prazo não valem a pena. ABC.MED.BR, 2011.

Anúncios

Etiquetas:, , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: