Existe diferença entre a composição nutricional de alimentos orgânicos e convencionais?

 
  Não exatamente. Na verdade eles são mais saudáveis porque não estão “contaminados” por produtos químicos estranhos ao alimento, o que poderia sim originar depleção de nutrientes no organismo.

Segundo  as informações do Nutritot, uma recente publicação analisou os resultados de centenas de artigos científicos que comparavam a composição nutricional de alimentos cultivados organicamente com aqueles cultivados convencionalmente. O resultado é que, exceto poucos estudos que alegaram o contrário, não há diferença na quantidade de nutrientes encontrados.

A agricultura orgânica é definida como a produção de alimentos de origem vegetal e animal sem a utilização de agrotóxicos e adubos químicos sintéticos ou outros agentes contaminantes, ou ainda rações dadas aos animais com adição desses produtos. No entanto, devido à contaminação ambiental generalizada, as práticas de agricultura orgânica não podem garantir a ausência total de resíduos. Contudo, é possível aplicar métodos que visem à minimização da contaminação do ar, do solo e da água.

Há estudos que relatam diferenças quanto à composição nutricional de alimentos cultivados de maneira orgânica e convencional, mas estes dados ainda são insuficientes para que se possa afirmar com convicção. Um estudo apontou maior quantidade de fósforo nos alimentos orgânicos, e de nitrogênio nos convencionais, mas, segundo os autores, isto pode ter sido devido ao uso de diferentes fertilizantes.

Apesar da maioria dos estudos científicos apontar para a similaridade na composição nutricional desses produtos, a grande disparidade entre eles está na quantidade de contaminantes.

Em um dos trabalhos publicados verificou-se a influência de diferentes tipos de fertilizantes sobre os principais componentes antioxidantes de tomates e concluiu-se que as fontes de adubos podem ter um expressivo efeito sobre a concentração destes compostos. A utilização de adubos orgânicos aumentou os níveis de fenólicos totais e o ácido ascórbico. Porém, os autores afirmam que são necessários estudos em escala comercial para que seja possível a confirmação de tais resultados.

No que diz respeito a contaminantes minerais, ao comparar alimentos vegetais orgânicos e convencionais, autores observaram maiores concentrações de cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio, zinco, sódio e selênio nos orgânicos. Já outros minerais, como o alumínio, chumbo e mercúrio apresentavam-se em menores quantidades, quando comparados aos alimentos convencionais.

Não há dúvida de que os alimentos orgânicos são muito mais indicados para o consumo saudável do que os convencionais. Mesmo sendo mais caros que os convencionais, e não terem a mesma exuberância em tamanho, vale a pena investir na qualidade da saúde. Além disso, é possível cultivar hortaliças e temperos em vasos ornamentais dentro de casa. É uma questão de empenho e boa vontade. As crianças vão adorar!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: