Diretrizes do governo americano para uma alimentação mais saudável

Autor: Comitê Executivo de Diretrizes Dietéticas, Departamento de Agricultura (USDA) e Departamento de Saúde e Serviços Humanos (HHS) dos Estados Unidos da América.

Há uma grande preocupação do governo americano com a obesidade que cresce de forma alarmante nos Estados Unidos, tendo como consequência o aumento das doenças associadas. Para promover a saúde, e reduzir os riscos  das principais doenças crônicas (como diabetes, hipertensão, etc.), essa diretriz divide em diversos tópicos as recomendações nutricionais específicas para indivíduos com idade superior a dois anos. O enfoque é a alimentação associada a exercícios físicos. Essas diretrizes deveriam ser copiadas e seguidas por todos os países pois, certamente, os gastos públicos com a saúde e por causa da saúde diminuiriam consideravelmente.

 O Comitê Executivo de Diretrizes Dietéticas publica a cada 5 anos tais recomendações com o intuito de interromper e reverter esta epidemia crescente.

Os tópicos abordam medidas baseadas em estudos científicos, orientando as pessoas a buscarem ações que promovam a saúde, como as listadas abaixo:

  •   Reduzir a incidência e a prevalência de sobrepeso e obesidade, reduzindo a ingestão calórica total e aumento da atividade física.
  •  Alimentar-se à base de vegetais, legumes, feijão e ervilhas, frutas, cereais integrais, nozes e sementes.
  • Além disso, aumentar a ingestão de frutos do mar, leite e de produtos lácteos com baixo teor de gordura e consumir quantidades moderadas de carnes, aves e ovos
  •  Reduzir significativamente o consumo de alimentos com adição de açúcares e gorduras sólidas, porque são responsáveis por  calorias em excesso e nutricionalmente deficientes.
  • Reduzir a ingestão de sódio e de grãos refinados, especialmente cereais refinados com  adição de açúcar, gordura sólida e sódio.
  •  Seguir as Diretrizes de Atividade Física.

Além disso, o Comitê responsável pela elaboração dessa diretriz ainda recomenda que haja uma mudança no ambiente global, que inclui medidas para a indústria e governo, lançando o seguinte desafio:

• Capacitar e motivar as famílias, incluindo as crianças, para preparar e consumir alimentos saudáveis em casa.

 • Incluir no currículo das escolas programas de educação nutricional, incluindo a preparação de alimentos, segurança alimentar, culinária saudável, acompanhadas de aulas de educação física.

 • Para a população de baixa renda, criar  incentivos financeiros para a compra, preparação e consumo de verduras, frutas, grãos integrais, frutos do mar, leite e produtos lácteos com baixo teor de gordura, carnes magras e outros alimentos saudáveis.

• Melhorar a disponibilidade de produtos frescos a preços acessíveis.

 • Aumentar a produção ambientalmente sustentável de hortaliças, frutas e grãos integrais.

 • Garantir a segurança alimentar das famílias através de medidas que permitam o acesso a quantidades suficientes de alimentos nutritivos e seguros para o consumo.

 • Desenvolver práticas seguras, eficazes e sustentáveis para desenvolver a aquicultura e aumentar a disponibilidade de frutos do mar à toda população.

• Fornecer informações  que ajudem os consumidores a fazer suas escolhas.

 • Incentivar restaurantes e a indústria alimentar para oferecer alimentos com baixo teor de sódio e limitar a adição de açúcares, cereais refinados e gordura sólida, devendo ser servido em pequenas porções.

 URL: www.cnpp.usda.gov/DGAs2010-DGACReport.htm

Publicado: 03/09/2010 07:07:01

Anúncios

Etiquetas:, ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: