Cerveja verdades e mitos

Algumas pessoas me perguntam se podem tomar cerveja, e arrumam um monte de desculpas que justifiquem o consumo de cerveja, inclusive argumentando que é benéfica para a saúde.  Porém muitos estudos são necessários. A prática de crendices populares que estimulam o uso da cerveja como tratamento para certas enfermidades, como por exemplo cálculos renais, podem causar seríssimos danos ao organismo. O consumo de álcool, é causador de inúmeros malefícios para a saúde da pessoa que bebe e o álcool estimula a ingestão cada vez maior.

No dia 20 de maio de 2000, o British Medical Journal publicou artigo sobre pesquisa realizada por centros de estudos ingleses e tchecos que chegaram a conclusão de que o consumo da cerveja, bebida que foi utilizada no estudo dos benefícios da cerveja para problemas cardiovasculares, seria capaz de diminuir significativamente o aparecimento de doenças do coração. Os autores de outros estudos enfatizam que deve haver equilíbrio ao se passar mensagens à população,
ressaltando que alguns dos estudos foram realizados com indivíduos saudáveis e que o consumo não foi declarado.  Maiores quantidades de álcool pode apresentar efeitos maléficos para a saúde. Há inúmeras contra-indicações para bebidas alcoólicas, como: obesidade, hipertensão, processos alérgicos, defciências vitamínicas, problemas cardíacos, hepatites (que nem sempre se sabe que é portador), etc.

A cerveja é uma bebida alcoólica produzida a partir da fermentação de cereais, principalmente a cevada, malte e lúpulo. Parece que foi uma das primeiras bebidas alcoólicas a serem desenvolvidas pelo ser humano. A fermentação da cerveja começa com a maltagem, que converte o amido do grão em açúcar. As calorias encontradas em uma lata de cerveja vem dos açúcares; enquanto que apenas vestígios de proteína permanecem depois da fermentação e da coagem.

Das bebidas alcoólicas é a que apresenta menor teor de álcool, cerca de 3 a 8%, comparando com a média de 12% dos vinhos e de 40 a 50% dos destilados. No entanto, para pessoas mais sensíveis ao  álcool, já é suficiente para provocar alguma alteração, estimulando a um consumo maior. O efeito diurético do álcool aumenta a produção de urina, favorecendo a eliminação de vitaminas e minerais,  antes de sua absorção pelo organismo.

A ingestão freqüente de cerveja, pode levar ao excesso de peso e a elevação dos triglicerídeos séricos.  Deixando de lado os prejuízos à saúde, uma lata de cerveja também acrescenta em termos calóricos (em torno de 150Kcal a 180Kcal). Mais ainda a cerveja sempre vem acompanhada de batatas fritas, amendoins e outros petiscos. Como são salgadinhos, eles estimulam a ingestão de mais líquidos, levando a um consumo ainda maior da cerveja, sem falar no valor calórico desses alimentos e da quantidade de gordura saturada. Com relação à circunferência da cintura e relação cintura/quadril, um estudo
publicado na Revista de Saúde Pública em dezembro de 2008, com um 1235 participantes, mostrou que o consumo de álcool aumentou a incidência de destas
medidas.

Concluindo: a cerveja é uma bebida alcoólica que pode trazer prejuízos à saúde e que certamente acrescenta calorias, contribuindo para o excesso de peso e suas consequências.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: