Gengibre, uma raiz poderosa?

É uma planta nativa da Ásia, onde é usada há milhares de anos, mas se dá bem em climas tropicais como o Brasil, África, Antilhas, etc.

A espécie Zingiber officinale faz parte da Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS (RENISUS), constituída de espécies vegetais com potencial de avançar nas etapas da cadeia produtiva e de gerar produtos de interesse do Ministério da Saúde do Brasil. A finalidade da RENISUS é subsidiar o desenvolvimento de toda cadeia produtiva relacionada à regulamentação, cultivo/manejo, produção, comercialização e dispensação de plantas medicinais e fitoterápicos.

Estudos clínicos têm comprovado as propriedades da raiz (Careddu P. Motion sickness in children: results of a double-blind study with ginger (Zintona,) and dimenhydrinate. Healthnotes
Rev 1999;6:102-107
) demonstrando que o extrato padronizado de gengibre é mais eficaz, tolerável e possui menos efeitos colaterais do que o uso de medicamentos em algumas situações. Tem sido
utilizado como opção de medicamento para náusea de movimento, em contrapartida a remédios farmacêuticos convencionais. Muitos estudos ainda são necessários, mas o gengibre apresenta benefícios já conhecidos.

Na medicina alternativa, o Gengibre tem sido utilizado no tratamento de doenças que afetam os movimentos, fazendo isso sem causar sonolência e para melhorar a circulação sanguínea em todas as partes do corpo.  A raiz fresca é mastigada para tratar dores de garganta.  Pode reduzir a agregação de plaquetas e inibe os problemas bioquímicos associados com as inflamações. A raiz do Gengibre contém boas quantidades de ferro, fósforo e cálcio, juntamente com outras centenas de componentes, tais como gingerol que é um poderoso antioxidante e anti-inflamatório. Nos tratamentos alternativos, é usado em compressas em juntas artríticas, músculos doloridos, asma e dores de cabeça causadas por hipertensão. O chá de Gengibre, na homeopatia, contra gripes e resfriados.

 

Algumas propriedades Medicinais atribuídas ao gengibre: analgésico, anticoagulante, antiemético, anti-inflamatório, antioxidante, anti-séptico, aromática,carminativo, expectorante, vermífugo.

Na culinária e gastronomia, o gengibre é bastante apreciado, conferindo aos pratos aroma e sabor. O gengibre tem um uma resina com um gosto picante, que é muito utilizado pela criatividade
culinária, em diversos pratos salgados, pães, tortas, pudins, em molhos, como condimento, em doces em calda e até em sorvetes. O detalhe importante é que, devido ao seu forte sabor, precisa ser usado com muita parcimônia, sem exageros. O gengibre é também bastante utilizado na culinária
japonesa.

Apesar da raiz apresentar propriedades terapêuticas e ser largamente utilizado na culinária, quando em excesso, pode causar efeitos adversos.  Também tem seu uso restrito para pessoas com problemas de pele, como acne e eczema e nos casos de febres altas, azia, hemorragia interna ou úlceras. O gengibre pode alterar a ação de alguns medicamentos. Por isso não use como remédio sem consultar o médico.

Sabemos que na natureza encontramos não só o alimento para o nosso corpo, como também o remédio para nossas doenças.
Por isso, a natureza deve ser respeitada e usada com critério e sabedoria. Não é porque dizemos que esse ou aquele alimento tem propriedades benéficas e terapêuticas, que vamos usá-lo sem consultar um profissional. Até porque, para que seu uso seja efetivo e apresente os benefícios esperados, são necessários ajustes nos hábitos alimentares e de vida da pessoa em questão.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: