Sarcopenia e Obesidade Sarcopênica

A sarcopenia é uma síndrome caracterizada pela perda progressiva e generalizada da força e massa muscular, que ocorre em consequência do envelhecimento. Os mecanismos envolvidos no aparecimento e progressão da sarcopenia são multifatoriais, incluindo alteração na síntese de proteínas, proteólise, perda da integridade neuromuscular, aumento da inflamação, níveis hormonais alterados, desnutrição e alteração no sistema renina-angiotensina.

A perda muscular é quantitativa e qualitativa, com implicações na composição da fibra muscular,  inervação, contratilidade, características de fadiga, densidade capilar e metabolismo da glicose.

Embora a sarcopenia seja observada principalmente em idosos, também pode se desenvolver em adultos jovens, em casos de demência e osteoporose. Os principais fatores de risco para a sarcopenia incluem sexo feminino, sedentarismo, tabagismo, atrofia por desuso, saúde fragilizada e fatores
genéticos.

A sarcopenia pode ser dividida em duas categorias: primária e secundária. Ela pode ser considerada “primária” (ou relacionada com a idade) quando nenhuma outra causa é evidente além do próprio envelhecimento. Já a sarcopenia “secundária” ocorre quando uma ou mais causas são evidentes, tais como: sedentarismo, falta de condicionamento físico, insuficiência de órgãos como fígado, pulmão, rins, cérebro, doenças inflamatórias, câncer, doenças endócrinas, desnutrição, distúrbios gastrointestinais, uso de medicamentos que provocam anorexia.

A obesidade sarcopênica está associada com mudanças na composição corporal ocorrida no envelhecimento, incluindo aumento da gordura corporal e redução da força e massa muscular.

Dentre as alterações ocorridas com a idade, o aumento da gordura corporal está relacionado com pior qualidade de vida, limitação funcional e menor desempenho físico, quando comparado com a diminuição da massa muscular isolada ocorrida na sarcopenia.

Diversos estudos mostram que a obesidade sarcopênica representa uma condição negativa para a saúde do idoso, devido ao aumento do risco de quedas e fraturas, diminuição da capacidade de realizar atividades da vida diária, perda de independência, além de estar associada com aumento da mortalidade.

A obesidade sarcopênica vem se tornando prevalente na população de idosos. Além do próprio processo de envelhecimento, esta doença pode ser desenvolvida precocemente, devido aos padrões alimentares inadequados, sedentarismo, doenças crônicas e tratamentos medicamentosos.

Nutritotal

De novo a alimentação e a atividade física se mostrando fundamentais para uma vida saudável.

Anúncios

Etiquetas:, , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: