A forma como nos alimentamos gera estudos e revela importantes descobertas

“Comer é um dos grandes prazeres da vida”. Essa é uma das frases mais ouvidas por aí. Diante de uma linda apresentação de um prato ou uma vitrine de doces, quem resiste? Poucos não é mesmo?  Pessoas relatam que sempre que estão na rua precisam parar em algum lugar para comer alguma coisa, mesmo que tenham acabado de almoçar.

O comportamento alimentar determina a nossa saúde. Ser comedido e equilibrado é a chave para uma vida mais saudável.
Uma revista americana (Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS), revela os mecanismos cerebrais que regem o comportamento alimentar de indivíduos obesos. O trabalho foi realizado com indivíduos de IMC (Índice de Massa Corporal) em torno de 46 Kg /m² (o ideal é entre 20 e 25 e acima de 30 caracteriza obesidade). Esses indivíduos tiveram previamente implantados em seu abdômen, um regulador elétrico de apetite. Verificou-se então, qual o efeito produzido com o regulador ligado e com ele desligado. Assim, determinaram que o aparelho induz mudanças significativas no metabolismo de algumas regiões cerebrais, como a ativação 18% maior no hipocampo direito.

Essa região, tradicionalmente envolvida com o processo de memória e aprendizagem, é também associada aos comportamentos emocionais. “Portanto, o efeito provocado no hipocampo pela estimulação gástrica pode contribuir para diminuir a ingestão de alimentos, pois interfere na recuperação das memórias de recompensa associadas ao ato de comer”, comentam os pesquisadores no artigo.
Além do hipocampo, todas as outras áreas do cérebro que foram ativadas (em menor grau) pelo aparelho estão associadas ao padrão de indivíduos viciados em drogas. Os autores comentam que os resultados confirmam as similaridades observadas entre o anseio intenso ativado pelas drogas em viciados e o acionado pela comida em obesos. “Levantamos a possibilidade de que esse aparelho possa interferir no consumo de drogas por usuários”, afirmam. “Porém, ainda são necessários mais estudos para averiguar esse efeito.” (ehnutri)

De qualquer maneira, a obesidade e a forma como as pessoas se alimentam, é de grande interesse para a ciência moderna, já que os casos de obesidade têm aumentado assustadoramente no mundo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: