Constipação na Gravidez

A constipação ou prisão de ventre é um problema digestivo muito comum, sendo bastante freqüente no período gestacional. Para caracterizar esse diagnóstico foram estabelecidos critérios que possam identificar o problema, que incluem: ritmo intestinal com menos de três evacuações por semana, dificuldade para evacuar, fezes endurecidas e sensação de evacuação incompleta.
Considera-se constipado o paciente que apresentar dois ou mais desses sintomas por período mínimo de três meses ao longo do ano.
A gestação é seguida de constipação em aproximadamente uma em cada quatro grávidas. Na maior parte o quadro se instala já no início, no primeiro trimestre.
Não se encontra suporte, com base em resultados de pesquisas e estudos, para a orientação geral de prescrever laxativos de maneira indiscriminada, sendo mais importante boa orientação médica e nutricional geral.

Os hábitos de vida diários têm imensa influência sobre a constipação. Os hábitos sedentários, a alimentação refinada e pobre em fibras, deficiência na ingestão de água, são fatores que contribuem e agravam o problema.
A gestante lida com uma série de mudanças em seu organismo pelo desenvolvimento do bebê, sendo assim necessários cuidados ainda maiores com sua saúde. Ela não pode fumar, não deve beber, sua alimentação tem que ser equilibrada quantitativa e qualitativamente. Ela precisa, estando sem limitações outras para isso, exercitar-se, caminhar, etc.
Mas a alimentação tem um peso muito grande no problema da constipação. A orientação geral, sem que esteja vendo o problema individualmente, é que haja uma ingestão líquida adequada e abundante, uma alimentação variada e colorida. São contra indicados excesso de gordura, frituras, biscoitos recheados e muitos alimentos industrializados.
São indicadas saladas com vegetais de preferência orgânicos, as frutas frescas, as sementes (linhaça, girassol), castanhas (nas quantidades indicadas), cereais integrais, carnes magras, iogurtes, frutas secas (damasco,tâmaras, ameixa seca – nas quantidades indicadas – pouco, porque calóricas).

A orientação profissional e o acompanhamento é muito importante para que a gestante receba todo o suporte necessário que garanta a sua saúde e a do seu filho que está sendo gerado.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: