Cuidado com o emagrecimento através de fórmulas.

Verão e todo mundo quer estar em forma. Pernas de fora, praia, piscina e o peso adquirido precisa ser eliminado rapidamente. É possível? Sim, mas com alto preço para a saúde e para o bolso.

Uma moça, 35 anos, chegou ao consultório completamente descompensada, problemas de tireoide, estômago, nervosa, com insônia e bastante preocupada com sua saúde. Seu histórico aponta para um tratamento de perda de peso rápida, à base de fórmulas indicadas por uma endocrinologista. Foi necessário um trabalho delicado e cuidadoso para reequilibrar seu organismo e minimizar as consequências.

Os medicamentos para emagrecer já são bastante lesivos, mas as fórmulas podem ser bem piores, pois são coquetéis com várias substâncias, onde nem sempre existe a preocupação e o critério de interação das mesmas. Esse tipo de medicamento pode causar danos imensos à saúde e alguns irreversíveis. Normalmente essas fórmulas são compostas por 5 ou muito mais substâncias entre elas:’

Anfetamina: Os principais são femproporex, dietilpropiona ou mazindol, que são inibidores do apetite. Podem causar dependência e são responsáveis por uma série de efeitos colaterais, como  boca seca, insônia, irritabilidade, prisão de ventre, alterações de humor, taquicardia e hipertensão arterial.

Laxantes:  para diminuir a prisão de ventre, causada pelos inibidores de apetite. Podem piorar o funcionamento intestinal, descamar a mucosa dos intestinos e causar distúrbios hidroeletrolíticos. Os laxantes só vão produzir efeito imediato na perda de peso se for causada diarréia, mas junto com ela viriam efeitos indesejáveis.

Tranquilizantes: Incluídos para combater os efeitos dos derivados de anfetamina e para diminuir a ansiedade freqüente no obeso. Os benzodiazepínicos (diazepam, bromazepam, clobazam, clorazepam, entre outros) são os mais usados, por causa de sua potência.

Diuréticos: Muitas vezes, nos primeiros dias de dieta, o que se elimina são líquidos, pois com os processos inflamatórios decorrentes do excesso de peso e desequilíbrios nutricionais, há retenção de líquidos no organismo. Os diuréticos intensificam essa perda, o que tem um efeito temporário e sem qualquer ação sobre a massa gorda, a não ser levar a uma perda de peso à custa de depleção, que é um estado de debilitação, causado pela perda excessiva de fluidos do corpo. No caso de idosos ou de pessoas com alguma doença crônica, o uso indevido de diuréticos pode levar à perda de substâncias importantes para o organismo, como o potássio. Essa perda pode causar cãibras, mal estar e arritmias cardíacas.

Fenilpropanolamina, efedrina, aminofilina,cafeína: São substancias consideradas termogênicas, isto é,  aceleram o metabolismo, consomem mais energia. No entanto, têm importantes efeitos colaterais sobre o sistema cardiovascular, incluindo taquicardia, hipertensão arterial. Também são estimulantes do sistema nervoso central, levando a alteração de humor , diminuição de reflexos.
Hormônios tireoidianos: Em geral, adicionados em doses maiores, pois causam importante perda de peso. Entretanto, esse emagrecimento ocorre principalmente por causa da perda de músculos, e não da gordura. Além disso, os hormônios podem desencadear doenças crônicas da tireoide, além de produzirem importantes efeitos sobre o coração, como taquicardia e arritmias severas, hipertensão arterial, aumento do trânsito intestinal, diarréia, alteração do fluxo menstrual, sudorese importante, nervosismo, alterações de humor, entre outros.

Antidepressivo: Adicionados geralmente com a mesma função dos tranquilizantes. Apenas a fluoxetina tem efeito importante na diminuição do apetite, mas só terá efeito após vários dias ou semanas de uso.
Produtos vegetais: Os mais comuns são a cáscara sagrada e a cavalinha. Não têm qualquer fundamento científico e são colocados nas fórmulas para dar volume à prescrição.

Embora algumas dessas substâncias e o uso de fórmulas desse tipo estejam proibidas, ainda são prescritas por alguns profissionais (médicos). Cuidado com isso, pois os riscos não são pequenos.

O  peso que se perde rápido por dietas ou tratamentos inconsequentes, também se recupera rápido, podendo deixar sequelas. Uma dieta bem orientada, associada a exercício físico, caso não haja alguma patologia associada, produz resultados mais seguros e duradouros.

Anúncios

Etiquetas:, ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: