Leite ou bebida láctea, você sabe a diferença nutricional?

                                                                                              

                                                                                                                                                    

Bebida Láctea                                                                                                              Leite Integral

Na hora de comprar leite, é preciso observar com atenção o rótulo dos produtos. Estão à venda no mercado algumas bebidas lácteas com embalagens similares às de leite longa vida e com preço bem reduzido. Mas o valor nutricional não é o mesmo.
A preocupação maior é quanto à qualidade destes produtos substitutos de leite. A matéria prima empregada, o processo de industrialização e conservação, a formulação e a composição nutricional são assuntos amplamente discutidos.
O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) define em regulamento técnico de identidade e qualidade o que deveria ser uma bebida láctea. Entretanto esta denominação não vem sendo respeitada pelos produtores. Segundo o MAPA, bebida láctea é o produto obtido a partir de leite ou leite reconstituído e/ou derivados de leite, reconstituídos ou não, fermentado ou não, com ou sem adição de outros ingredientes, onde a base láctea represente pelo menos 51% (cinqüenta e um por cento) massa/massa (m/m) do total de ingredientes do produto.
A bebida láctea é composta por uma mistura de soro de leite, resultante da fabricação de queijos, e leite; em geral sem composição nutricional definida. Os problemas iniciaram quando a bebida láctea, anteriormente vendida com sabores, como chocolate e morango, começou a ser comercializada “sem sabor”, em embalagens UHT (longa-vida) e em sacos plásticos idênticos à embalagem na qual o leite é vendido.
Na infância o leite e seus derivados exercem papel fundamental no crescimento e desenvolvimento. A proteína encontrada no leite é a caseína. Uma proteína de alto valor biológico, ou seja, fonte de todos os aminoácidos essenciais, necessários para o crescimento e manutenção do organismo. O cálcio é um mineral importante no metabolismo ósseo e sistêmico. A infância é a fase onde o organismo absorve a maior quantidade de cálcio para crescimento e modelação óssea. A substituição errônea do leite por bebida láctea nesta fase, pode acarretar prejuízos ao crescimento normal.
Nutricionalmente neste tipo de bebida, observa-se uma diminuição da gordura saturada e colesterol comparada ao leite integral, mas ainda acima do leite desnatado. Os carboidratos, por sua vez, representados pela lactose apresentam-se em quantidades muito superiores às encontradas nos leites integral e desnatado.
A diminuição da quantidade de proteínas e cálcio, pode variar de 15 a 32%. Já o sódio, um íon importante no metabolismo, especialmente para indivíduos hipertensos, apresenta aumento de até 30% em relação ao leite integral.
Como alerta ao consumidor, a verificação adequada dos rótulo bem como dos ingredientes é importante. As diferenças que podem ser encontradas neste caso são: bebida láctea: contém leite, leite em pó, soro de leite e estabilizante citrato de sódio; enquanto o leite integral contém leite integral e estabilizante citrato de sódio. Fonte: IMeN

Etiquetas:, , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: