Depressão Infantil, você sabe identificar?

Muitas vezes os pais não percebem que seus filhos possam, através de alguns comportamentos, sinalizar  sintomas de que algo está errado. A depressão infantil tem várias causas e o “socorro” dos pais é importantíssimo nesse momento.

As maiores e principais causas são a violência, o abuso sexual, o excesso de atividades e a pouca presença dos pais no dia-a-dia dos filhos. A questão material também influencia: as crianças que equiparam a felicidade ao dinheiro são mais propensas a sofrer de depressão do que outras que não dão tanto valor à riqueza e à aparência.

Os sintomas podem ser clássicos:  tristeza, ansiedade, pessimismo, mudanças no hábito alimentar e no sono, fraquezas, tonturas e mal estar. Na fase infantil, a depressão se manifesta notadamente com hiperatividade.

Se os pais observarem um comportamento alterado em seu filho, que se prolongue por mais dias, é necessário estar atento e investigar a causa dessa alteração. A conduta deve ser procurar a ajuda de um psicólogo.

Na depressão infantil é necessário avaliar também sua situação familiar, existencial, seu nível de maturidade emocional e, principalmente, sua auto estima. Além das entrevistas com a criança, é muito importante observar sua conduta segundo informações dos pais e professores.

Depressão não é brincadeira, mas coisa séria e deve ser tratada como tal.

Alguns sinais e sintomas comuns:

Diminuição da atividade e do interesse;
Queda do rendimento escolar;
Condutas agressivas;

Mudança de humor significativa;
Distúrbios do sono;
Perda ou aumento de peso;
Perda da energia física e mental;
Fobia escolar;
Irritação ou choro fácil;
Cansaço matinal;
Idéias mórbidas (chegando a pensar em suicídio);
Sentimento de rejeição;
Ansiedade e hipocondria.

Quantos desses sintomas representam depressão, é difícil dizer. O importante é que os pais acompanhem as mudanças no comportamento e as variações de humor de seus filhos e procurar ajuda para que providências sejam tomadas em benefício da criança.  Alimentação também está intimamente ligada ao tratamento sendo fundamental para se obter bons resultados. Por isso busque a orientação de um nutricionista.

Etiquetas:,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: