Constipação:um problema que aflige principalmente as mulheres

A Obstipação ou Constipação intestinal é um problema de origem funcional, decorrente de um mau funcionamento intestinal relacionado a evacuação insatisfatória, esforço excessivo para evacuar e fezes endurecidas. Ainda podem ocorrer períodos prolongados entre uma e outra evacuação, distensão  abdominal e flatulência.

A Constipação deve ser vista como um sintoma e não como uma doença, mas ela está relacionada a processos de toxicidade que podem originar diversas doenças.

70% do nosso sistema imune é formado no nosso intestino. Evacuar diariamente é essencial para eliminarmos as toxinas e evitar que os dejetos, aquilo que não foi aproveitado, permaneçam por mais tempo em contato com o organismo. Quando isso acontece, as toxinas liberadas vão influenciar negativamente o equilíbrio da flora intestinal, favorecendo o aumento de bactérias nocivas.

Várias doenças podem estar relacionadas com a constipação: doenças intestinais, obesidade e co-morbidades decorrentes como risco cardíaco, diabetes até o câncer.

Algumas causas da constipação:

  • Consumo exagerado de alimentos refinados;
  • Baixa quantidade de fibras na dieta;
  • Baixa ingestão de água e líquidos;
  • Ignorar o reflexo da evacuação, adiando a eliminação das fezes;
  • Deficiência de nutrientes que estimulam os movimentos intestinais (peristalse)
  • Carência de enzimas digestivas;
  • Efeitos colaterais de algumas medicações (analgésicos, antidepressivos, diuréticos, suplementos de cálcio e ferro, antiácidos, xaropes, alguns anti-histamínicos);
  • Pouca atividade física;
  • Estresse, depressão;
  • Inflamações no cólon;
  • Posição inadequada para evacuação;
  • Idade avançada;
  • Gravidez;
  • Uso frequente de laxantes e supositórios;
  • Presença de: Disbiose, Infecções parasitárias, alergias alimentares, Hipotireoidismo, Doença de Parkinson, etc.

O tratamento inclui as seguintes orientações:

1) Mudar hábitos alimentares

2) Evitar alimentos ricos em carboidratos simples, como doces, chocolates e bebidas industrializadas para que seja restabelecido o equilíbrio intestinal.

3) Incluir probióticos (iogurtes naturais, leites fermentados, iogurtes adicionados e preparados para esse fim);

A suplementação de probióticos na dieta irá acelerar a modulação da flora do intestino. Porém, é necessário sempre o acompanhamento nutricional para a obtenção de resultados positivos.

4) Aumentar o consumo de alimentos ricos em fibras solúveis e insolúveis (ler a respeito de fibras aqui no blog);

5) Aumentar a ingestão de água e líquidos para 2,5 litros ao dia;

6) Estabelecer um horário regular, diário para a evacuação;

7) Iniciar uma atividade física regular;

8) Evitar o uso de laxantes

Etiquetas:, , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: