Para quem pratica exercícios, cuidado com overtraining

Os exercícios físicos são extremamente recomendados por serem benéficos e importantes para a manutenção da boa saúde. Mas o excesso de exercício com uma alimentação inadequada pode trazer resultados desastrosos.

Em treinamentos muito intensos como para maratonas e competições que exigem alta performance, se não forem muito bem acompanhadas por um profissional que supra as necessidades nutricionais desse atleta, ele começará a apresentar uma série de sintomas que indicam deficiências e alterações em seu organismo. É a chamada síndrome do supertreinamento ou overtraining.

Alguns sintomas:

1) Desempenho precário persistente.
2) Estados de humor alterados caracterizados por fadiga geral, depressão e irritabilidade;
3) Pulso em repouso elevado, músculos doloridos e uma maior suscetibilidade às infecções do trato respiratório superior e distúrbios gastrintestinais;
4) Insônia;
5) Perda de peso;
6) Lesões por uso excessivo (overuse).

Quando ingerimos carboidratos, parte é utilizada como energia para as células e funcionamento geral do organismo e parte é armazenada no fígado e nos músculos sob a forma de glicogênio, que representa a principal fonte energética para a prática de esportes.

Na prática de exercícios intensos, mesmo que a alimentação seja rica em carboidratos, são necessárias 24 horas para que essas reservas sejam restauradas. Portanto, treinar à noite e logo pela manhã não é aconselhável.

Quando existe redução de carboidratos com objetivo de perda de peso, poderão ocorrer gripes, resfriados, além de lesões musculares. Há formas seguras de se perder peso para quem pratica exercícios, que é o equilíbrio de carboidratos simples e complexos, além dos outros nutrientes, de forma que as necessidades musculares sejam atendidas, sem comprometer a saúde geral.

Se o seu treinamento ou exercício for pela manhã, é recomendável que haja um aporte de energia à noite para que não haja depleção do glicogênio hepático durante a noite, reduzindo a glicemia pela manhã, trazendo cansaço e fadiga durante o exercício.

A alimentação precisa acontecer antes e depois do exercício e, dependendo da intensidade do treino, durante  as atividades, uma bebida que forneça a enegia e eletrólitos requeridos para uma boa e segura performance pode ser necessária.

Poderia exemplificar aqui alguns cardápios. Mas o importante é que uma nutricionista possa dar um atendimento individualizado, assegurando o alcance do resultado desejado, de forma segura e com a garantia da manutenção da saúde, em função do tipo de treino e características pessoais.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: