Alergia ao leite

garrafa-de-leite-nas-fotos-nb14614

A alergia à proteína do leite de vaca é um problema comum em lactentes, usualmente com as primeiras manifestações clínicas nos primeiros seis meses de vida, com prevalência que varia de 2% a

5%. É uma doença inflamatória secundária à reação imunológica contra uma ou mais proteínas do leite de vaca, especialmente, a â-lactoglobulina, á-lactoalbumina e caseína. Acomete, principalmente,o aparelho digestório e a pele.

A alergia ao leite de vaca é transitória, sendo que aproximadamente 85% das crianças desenvolvem tolerância até a idade entre 3 e 5 anos.

Por se tratar de uma inflamação, pode comprometer o estado nutricional, por aumentaras necessidades de energia e reduzir a ingestão energética por diminuição do apetite.

Quando compromete o tubo digestório, pode provocar agravo ao estado nutricional pelos seguintes mecanismos: diminuição da assimilação de energia e nutrientes, em função de vômitos e/ou regurgitação; redução da absorção intestinal nos casos com enterite e má absorção intestinal; perda de nutrientes pela mucosa intestinal inflamada (proteínas nos quadros de colite e ferro nos casos com perda de sangue). Assim, a alergia ao leite de vaca pode provocar basicamente déficit na velocidade de crescimento e/ou desnutrição e/ou deficiência de ferro isolada.

Recomendação

A alergia ao leite de vaca pode influenciar o estado nutricional, por aumentar necessidades energéticas e diminuir o apetite. Além disso, a alergia ao leite de vaca pode causar déficit de crescimento, desnutrição e/ou deficiência de ferro.

Estratégias de prevenção da alergia alimentar incluem aleitamento natural, restrição à dieta materna durante amamentação e manutenção do aleitamento exclusivo, introduzindo outros alimentos após os seis meses de idade. A introdução de sólidos entre quatro e seis meses de vida não aumenta e, até pode diminuir, o aparecimento de asma, rinite alérgica e sensibilidade a alimentos aos seis anos.

Apenas o desenvolvimento de eczema em lactentes parece estar associado à introdução de alimentos sólidos antes de seis meses de idade. Se for necessária suplementação ao leite materno, está recomendada a utilização de fórmulas hipoalergênicas.

A eficácia dessas estratégias contra o desenvolvimento de alergia alimentar não está estabelecida, mas são indicativas de melhora.

Etiquetas:, , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: