Alho, sempre bom ressaltar seu valor (sabor aliado a benefícios)

alho2

Já disse por aqui que Deus deixou na natureza tudo que precisávamos para viver na Terra. O alimento, os remédios, a inteligência para descobrir as aplicações de cada coisa. O problema é quando o homem se utiliza de tudo transformando o original. Nem sempre as transformações são em favor da humanidade.

Uma grande parte dos medicamentos são feitos a partir de uma matéria prima derivada de plantas com propriedades medicinais.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), 80% da população dos países em desenvolvimento não tem acesso a medicamentos industrializados.  Dessa forma, os conhecimentos tradicionais sobre o poder curativo das pantas são utilizados.

O alho é um desses elementos da natureza ricos em propriedades medicinais, além de sua preciosa utilização na culinária. Seu gosto é característico,  acrescentando aroma e sabor as preparações. O alho pode e deve ser usado pela dona de casa com o cuidado de quem quer o melhor para sua família.

O alho contém uma substância chamada alicina que, segundo as pesquisas, é sua maior riqueza. Mas o alho possui inúmeros componentes derivados de enxofre, embora a alicina seja responsável pela maior parte de suas propriedades medicinais.

A alicina, de acordo com as pesquisas, é um antimicrobiano poderoso. Sua ação é contra bactérias gram-negativas, causadoras de infecções e furunculoses. Atua também como agente antiviral, podendo ser utilizado nas gripes virais.

“Há cinco anos o efeito do extrato injetável do dialil sulfeto (outro dos componentes do alho)tem sido pesquisado por cientistas chineses, contra o citomegalovírus e alguns outros tipos de vírus causadores do herpes, muitas vezes presentes em transplantados, devido à queda do sistema imunológico. Embora a ciência não saiba precisar com exatidão como funcionam os compostos sulfurados, os pesquisadores acreditam que eles atuem diretamente no núcleo dos vírus, impedindo sua proliferação. Dessa mesma maneira, a alicina agiria contra bactérias e fungos como a “Candida albicans”, responsável pela candidíase ou sapinho”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: