Estudo revela que as refeições dentro das empresas, podem influenciar positivamente sua qualidade

Salada-mista

Pesquisadores da Faculdade de Saúde Pública da USP e do Instituto de Saúde e Sociedade da UNIFESP, publicaram estudo na Revista de Nutrição demonstra que o local onde as refeições são preparadas influencia a sua qualidade. O estudo é uma proposta inovadora, pois é o primeiro no país a avaliar a qualidade da refeição pelo local específico de seu preparo.

A pesquisa foi realizada com 815 trabalhadores adultos da cidade de São Paulo. Para avaliar a alimentação dos trabalhadores foram utilizados dados de recordatório alimentar de 24 horas. O estudo avaliou o almoço realizado em três diferentes locais:  domicílio (refeição preparada em casa, independente do local de consumo), local de trabalho (almoço preparado em restaurante institucional localizado no ambiente de trabalho) e restaurantes comerciais (restaurantes por quilo, à la carte e fast food).

Para avaliar a qualidade da refeições a pesquisa avaliou as calorias consumidas, a densidade energética das refeições, consumo de nutrientes selecionados (carboidratos, proteínas, gorduras, fibras) e de 10 grupos de alimentos, baseados nas diretrizes do Guia alimentar para a população brasileira (cereais, tubérculos e raízes; hortaliças; frutas; leguminosas; carnes e ovos; leite e derivados; óleos e gorduras; doces e açúcares).

A pesquisa relevou que as refeições realizadas no restaurante da empresa, apresentaram menor densidade energética e maior consumo de fibras, hortaliças, frutas, leguminosas do que as realizadas no domicílio e em restaurantes comerciais. Em contrapartida, as refeições realizadas em restaurantes comerciais foram mais “desequilibradas”, com maiores quantidades de gorduras, proteínas e maior participação de carnes e frituras.

Diante destes resultados, os autores concluem que há uma grande e benéfica influência na qualidade da alimentação, quando oferecida por uma empresa consciente da necessidade de se oferecer refeições balanceadas e programadas por um nutricionista. Assim, é importante avaliar com cuidado, o custo/benefício de se prestar esse serviço dentro das empresas, visto que favoreceu o menor consumo de energia e estimulou o maior consumo de frutas, hortaliças, fibras e leguminosas, quando comparada com a alimentação realizada no domicílio e em restaurantes comerciais. Concluindo,estes estudos reforçam a importância de se incentivar a instalação de restaurantes dentro das empresas participantes, uma vez que a oferta de alimentação saudável orientada por um nutricionista, favorece melhores condições de saúde aos seus funcionários. 

 

 

Etiquetas:, , , , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: